A produção de Let’s Hop: Mara Falci canta Gershwin e Cole Porter

Em Let’s Hop, a cantora Mara Falci interpreta canções de dois célebres compositores norte americanos, Cole Porter e os irmãos Gershwin.

Cole Albert Porter (1891-1964) começou seus estudos musicais muito cedo aprendendo o violino aos oito anos de idade e o piano aos 10. Sua primeira tentativa de prosperar na Broadway não teve grande repercussão. Foi somente por volta de 1930 que Cole Porter emplacou de vez nos musicais com canções como Let’s do it, I get a kick out of you e You’re the top.

Os irmãos Gershwin, Ira (1896-1983) e George (1898-1937), trabalhavam em conjunto como letrista e compositor. O estilo de George transitava entre o popular e o clássico orquestral, sendo ele o compositor de maior renome a ter realizado esta fusão. Assim como para Cole Porter, a década de 30 também foi seu período de maior sucesso. Muitas de suas canções em parceria com seu irmão apareceram em musicais da Broadway, como I got rhythm, Someone to watch over me e The man I love.

Tanto em Cole Porter como em Gershwin, o gênero de suas músicas é o jazz. Embora o estilo dominante de jazz na época fosse o swing jazz, suas composições eram mais presentes nos musicais do que nos salões de baile. Em Let’s Hop, procuramos dar uma roupagem diferente para as músicas destes dois grandes compositores, com energia mais vibrante e com ritmo mais marcado. As gravações se tornam mais dançantes para agradar sobretudo aos praticantes de Lindy Hop, o estilo de dança do swing jazz, e daí a inspiração para o nome de nosso trabalho.

Além da cantora Mara Falci, participam deste trabalho os pianistas Regis Moreira, Dudáh Lopes e Sílvio Galucci, que também tocou orgão na canção Just one of those things. Estes três pianistas são amigos e colegas músicos de longa data da cantora. As guitarras foram gravadas por Elton Komatsu, que a mais de uma década participa do quarteto Marajazz, se apresentando com a cantora nos bares de jazz de São Paulo. O contrabaixo e os intrumentos de percussão (washboard, caixa e cajon) foram gravados por Fernando Falci, que, por sinal, é filho de Mara Falci.

Os arranjos também foram elaborados por Fernando Falci, procurando manter a simplicidade para que os músicos pudessem contribuir com sua criatividade durante as sessões de produção. Os músicos foram gravados um de cada vez, assim dialogando a cada etapa com as ideias já gravadas. No caso do pianista Regis Moreira, atualmente residente na cidade de Sarassota, Flórida, as gravações foram enviadas pela web e não ocorreram pessoalmente.

Leia a seguir um pouco mais sobre os envolvidos na produção de Let’s Hop:

foto de MaraFalci por Larissa Felsen

Mara Falci

Desde muito cedo dedicou-se à música, aos 13 anos já cantava e tocava violão. Participou de Cursos de Teatro, Expressão Corporal, Dança, Piano e Violão. Compositora, teve uma de suas canções apresentada nos Festivais de MPB da TV Record. Participava do time de cantores do programa Záccaro, O Italianíssimo, da TV Bandeirantes, Apresentou-se em shows no Brasil no exterior (Estados Unidos e Itália). Produziu seus próprios shows com música, dança e poesia no Atlanta Night Club da cidade de Atibaia. Mais recentemente, apresenta-se em São Paulo com seu quarteto em clubes de jazz, bossa nova e MPB. Gravou três álbuns “Mara Falci Quarteto” (1991) e “Mara Falci: de bem com a vida” (2005), e Let’sHop (2020)

Dudáh Lopes

Pianista e arranjadora de formação clássica e popular. Se apresentou com: Duofel, Tetê Espíndola, Martinho da Vila, Izaías e Israel de Almeida, Canhotinho do Demônios da Garoa, entre outros ícones da MPB. Foi assistente de direção musical do Maestro Laércio de Freitas, na Pocket Ópera “Portinari”, exibida em diversos SESC em São Paulo e interior. Com sua banda formada só por mulheres, a Ladies Instrumental, dividiu palco com Djavan e Al Di Meola, no Festival de Blues do Banco do Brasil.

Regis Moreira

Pianista desde os sete anos de idade, Regis é original de São Paulo mas reside desde 1999 em Sarasota, uma linda cidade na Flórida, EUA, onde apresenta-se semanalmente em clubes de jazz. Ele tem um extenso cenário como músico, participando de shows com grandes nomes da música no Brasil e no Exterior, nos mais diversos gêneros.

Silvio Galucci

Iniciou sua carreira profissional em 1980, formando o grupo Bons Tempos, que excursionou pela Europa durante 1984/85 apresentando-se em grandes casas de espetáculos. Apresentou-se também no Ballroom de Nova York e também na Universidade do Bronx. Ao retornar ao Brasil em 1985, passou a trabalhar ao lado de diversos astros da música brasileira e internacional como Rosamarya Colin, Bibi Ferreir, André Cristóvan ,Walter Franco, Cida Moreira, Miele, Vanusa, Eliana Pitman, Maria Alcina, Gian e Giovani, Manolo Otero, J J Jackson, Perla, e também foi integrante do grupo pop Rádio Táxi. Possui 3 CDs gravados e atualmente apresenta-se vários dias por semana na CERVEJARIA MUNIQUE e nas principais casas de Jazz de São Paulo.

Elton Komatsu

Guitarrista, bandolinista, arranjador e compositor. Atuante como músico e professor de música desde 2000, com centenas de apresentações nos mais variados estilos.

Fernando Falci

Doutor em Música pela UNICAMP, com formação em contrabaixo acústico, toca diversos instrumentos de corda e de percussão. Atua como professor de música desde 2001 e este é o seu segundo trabalho em produção musical. Com formação artística diversa, é o idealizador do Estúdio de Arte Multimodal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s